SOBRE

A Zica é urucubaca em forma de fanzine. Recheada de seres míticos, como urubus com patas de boi e gárgulas quixotescas, além de despachos mal-ajambrados e sinistros mantras para alguma causa gananciosa.

Fruto podre de promessa feita pela madrugada, A Zica surgiu entre goles de cachaça.

A Zica, como fanzine, se transformou em revista colaborativa. É uma publicação atemporal, sem periodicidade. Seu projeto editorial é experimental e independente.

Recheada de humor negro bem-costurado e criterioso, A Zica está aberta às novas linguagens imagéticas, textuais, poéticas, o caralho. As colaborações podem ser enviadas por qualquer pessoa, em texto ou imagem.

Não há fins lucrativos: a venda é revertida num esquema de auto-suficência, em que cada exemplar vendido garante um outro para a próxima edição. E cada colaborador recebe em troca um número X de exemplares, a combinar.