Samba de Terreiro

Os especialistas do blog Ocê no Samba apresentam o Samba de Terreiro, uma das atrações musicais do Vendendo Peixe.

“Sábado é dia de ir ao mercado. E ponto! Alguns hão de argumentar que o mercado central é convidativo aos domingos, mas neste fim-de-semana nós não admitimos discussão. Aliás, ainda completamos a informação: sábado é dia de ir visitar o Mercado Novo de Belo Horizonte. Para alguns o local pode até parecer mais um armazém quase abandonado do que um ponto de encontro de fim-de-semana, mas não neste dia 18 de setembro. Um bando de mentes criativas conseguiu enxergar potencial por entre cobogós daquele tradicional edifício do centro da cidade e vão fazer deste sábado um dia bastante animado no mercado novo, como há muito não se via, com o evento “Vendendo Peixe”. E melhor: com direito a samba.

O “Vendendo Peixe” é uma iniciativa inovadora em Belo Horizonte. Não só pelo evento em si, mas também por abrir espaços para as surpresas, para o inesperado. O evento vai transformar o terceiro andar do Mercado Novo em um espaço de construção criativa no qual vão se apresentar artistas plásticos, grafiteiros, músicos, fotógrafos, artistas digitais convidados e qualquer pessoa que se interesse em desfilar seu talento. Em outras palavras, qualquer um que estiver à procura de uma vitrine para seus dotes artísticos poderá vender seu peixe no mercado, neste sábado. Algumas atrações estão agendadas, mas como os próprios organizadores alertam, “por ser aberto, o que acontecerá no Vendendo Peixe é imprevisível e sua essência está justamente no acaso desses encontros”.

CobogósSol que entra pelos cobogós vai dar o charme do “Vendendo Peixe”, neste sábado. Crédito: Guilherme Cunha.

Samba – Quem é do samba sabe que os batuques mais gostosos nascem da espontaneidade, sem muito ensaio, portanto não poderia faltar uma atração bamba em um evento como esse. E quem abre a roda do samba no “Vendendo Peixe” é justamente um pessoal que se apresenta de vez em quando no próprio Mercado Novo. O grupo “Samba de Terreiro” vai contribuir com sua mistura bem ajambrada de ritmos originados da cultura negra, desfilados por um grupo que tem sua base na percussão. “Samba de senzala, samba caipira, batuque, samba de velho, samba de roda ou samba cabloco. São alguns dos ritmos que vamos tocar no sábado. Vamos mandar canções que já caíram no domínio público”, explica Fabiano Camilo, um dos componentes do grupo.

Formado por Fabiano, Negaozão, Léo Alabê, Tico e Carlinhos Cumpadre, o Samba de Terreiro é um grupo que se dedica a pesquisa de ritmos e a resgatar sambas que fazem bem a alma, mas nem sempre chegam a muitos ouvidos. Atualmente, o grupo conta com instrumentos como o caxambu, o atabaque, a tumbadora, o surdo e o trompete, mas já pensando em valorizar cada vez mais o que samba mais cabloco, Fabiano já pensa em introduzir, em breve, a viola caipira. “Eu sou muito perfeccionista. Estou estudando e quando estiver bem arrumado eu entro com a viola”.

Samba de TerreiroRitmo do Samba de Terreiro convida o público a dançar. Crédito: MySpace do Samba de Terreiro

No sábado, o Samba de Terreiro vai se apresentar às 13h, já que o Mercado Novo terá várias outras atrações, mas durante a apresentação o pessoal já pensa em momentos especiais. A apresentação vai começar com um ritmo chamado Avamunha, comum nos terreiros de candomblé, para garantir a energia de ativação do samba. “É um ritmo para chamar as energias, para acender o fogo do pessoal”, diz Fabiano, que ainda resalta que o nome do grupo veio justamente do seu contato com terreiros de candomblé e congado.

O samba, contudo, é apenas uma das atrações do “Vendendo Peixe”. O Mercado Novo vai receber vários músicos, de vários gêneros musicais, além de grafiteiros, artistas plástico e o melhor de todos: o inesperado. Afinal, o evento é aberto a quem quiser participar, então nunca se sabe quem pode aparecer para dar um show. Quem sabe um outro sambista não aparece para um partido alto ou um pintor não surge para captar o momento? Ou mesmo você… Qual seu talento? Qual peixe você tem para vender?”

Este post foi originalmente publicado no blog Ocê no Samba.



This entry was posted on Friday, September 17th, 2010 at 21:14 and is filed under Atrações, Vendendo Peixe. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta:

Sua resposta