Black Soul agita o Mercado

E ainda vai ter soul!

Bem por ali nos arredores do Mercado Novo, na Goitacazes, acontece todo sábado o Quarteirão do Soul. Começou em 2005, embora na realidade tenha nascido nos anos 70, quando os ventos do norte trouxeram o Motown Sound e o Black Power para os trópicos, onde se misturaram com o samba e outros ritmos de origem africana. Afinal, como lembra um dos entrevistados no documentário de Tomás Amaral “BH Soul”, que estreou no mês passado no Palácio das Artes: “É tudo ginga, é tudo negro, é tudo afro!”

O filme, que vale muitíssimo a pena ver, agita pés e provoca risos. Conta a história do movimento negro musical e dançante daqui de Belo Horizonte, que encontrou nos sons black norte-americanos mais um filho da mesma raiz. São histórias dos veteranos do soul que passaram a juventude dançando ao ritmo de James Brown e que hoje voltam a agitar às tardes de sábado, no Quarteirão do Soul.

No sábado, dia 18/09, o Vendendo Peixe convida os veteranos do soul a dar uns passos de dança mais alguns quarteirões, para se juntarem a nós no Mercado Novo. Dentro da programação do cine La Boquinha, escolhemos diversos filmes com temas relativos à cidade e às intervenções urbanas. Incluindo o documentário “BH Soul”, de Tomás Amaral. Mais um elogio à memória de Beagá, no dia em que celebramos no Mercado Novo a diversidade de artes e sons desta cidade.

por Manu Tenreiro



This entry was posted on Saturday, September 11th, 2010 at 10:00 and is filed under Atrações, Vendendo Peixe. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Uma resposta para “Black Soul agita o Mercado”

  1. Vendendo Peixe » La Boquinha em cartaz no Mercado

    […] cartaz, filmes e vídeos de qualquer metragem sobre cidade, arte, ativismo e por aí vai. O “BH Soul” do Tomás Amaral está programado, e o “Notas Flanantes” da Clarissa Campolina também. E […]

Deixe uma resposta:

Sua resposta